Diário de uma Lazzarotizada

Blog de uma garota que fez uma cirurgia para emagrecer chamada bypass intestinal com o Dr. Lazzarotto

Devastada por uma tsunami de desânimo. 22 de julho de 2010

Fui ao sus hoje, passar por uma consulta com um cirurgião plástico. Infelizmente ele não faz dermo de coxas, e braços, não tem experiência nisto. Pelo jeito vai ser difícil, e vou mesmo ter que vender minha casa pra me operar.

De qualquer forma, foi um dia péssimo. Com uma notícia boa, mas não vou considerá-la, por ser extra-oficial.

Antes da consulta com o médico aferiram minha pressão, e me pesaram, minha pressão baixa, como sempre… e pesei 98k. Mas vou considerar como oficial pro meu histórico apenas a medida de peso do consultório da nutri.

O mais importante do dia de hoje foi a tristeza que me deu. Voltei do Sus triste pra caramba. chorando, pensando pra que emagrecer e virar um saco de pele? Juro que me deu vontade de estar com 140k de novo.

Pelo menos com 140k eu tinha uma forma! Eu era uma BALEIA!  Com 98k eu sou uma coisa! Lembram do filme The Stuff? Lembram do personagem Jabba the Hutt? Lembram do momento em que abrem a arca da aliança naquele filme do Indiana Jones, e todo mundo derretia? Então, eu me sinto assim, uma coisa amorfa. kkkkk

Queria tanto fazer as dermolipectomia, fazer plástica nas coxas, plástica nos braços. JÁ!

Sabe, tinha gente na fila de espera que via-se que era frescura mesmo a plástica. Uma gorda que queria tirar peitos e barriga,  ou seja, quer emagrecer na mesa de cirurgia né, fofa. Não é atoa que está há 15 anos esperando.

Operar um peitinho aqui, uma orelhinha ali, arrebitar um narizinho é fácil mesmo…  dá dinheiro, e todo mundo fica contente, mas para casos sérios como o meu, onde estão os profissionais experientes.

Acho que vou ter que voltar pra Curitiba, e me operar com algum plástico de lá que tenha experiência.

Mas o que me estragou hoje, foi o desânimo que me deu. Fiquei muito frustrada. Confesso que não parei de chorar até agora.

Ai, fico revoltada, quando vejo pessoas se mobilizando aqui na minha cidade pra fazer clínica de recuperação pra usuários de crack, e nada sendo feito pra ajudar obesos, reduzidos, lazzarottizados e afins.

Sabe que o médico olhou minha barriga e ficou com vergonha de chamar o Marco Fischer de colega de profissão. Disse que a cirurgia de bypass não foi reconhecida e não vai nunca. Disse que o Dr. Lazzarotto é um picareta.

Essas coisas que sempre ouço. E que vocês fatalmente sempre ouvirão de outros médicos.

Mas foda-se. Não vou chorar pelo leite derramado. Tô tri desanimada. Mas fazer o que né. Vou tentar me manter no caminho. Vamos ver no que vai dar.

Qualquer coisa eu mando uma carta pro programa do Luciano Huck, pedindo pra passar pela funilaria e pintura do quadro Lata Velha, ai ai…

Mas eu tenho o costume de pensar sobre tudo, de pensar sobre os gatilhos que destravam esses mecanismos de autosabotagem.

E essa frustração hoje, foi exatamente isso. Porque tive, por um instante, a imensa vontade de desistir da dieta, porque finalmente estou emagrecendo, e pensei ” Emagrecer pra que?”

Eu devia estar feliz por ter pesado 98K. Mas estou triste por ter levado um não.

É, vida de quem cresceu GORDO é foda! Minha mãe deveria ter me dito os NÃOS necessários, agora eu não estaria precisando ter recebido esse SIM de um cirurgião plástico. Tem mãe que acha que dizer sempre sim é sinal de amor, mentira, na verdade dizer não e explicar os porquês é mais trabalhoso, então é isso, pega uma pacote de bolacha e fica quieta menina! Assim fica fácil né. Lidar com frustração é complicado. Mas, vamos lá, aos poucos vamos aprendendo.

 

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 31 outros seguidores